fechar

Você Está na Lista!

PS: já, já vai chegar um presentinho lá no seu email ;)

fechar

Editora MOL

Assistir Vídeo      english
segunda, 06.07.2020

Saneamento é básico

Eu Defendo


Bilhões de pessoas ainda convivem com esgoto a céu aberto e não têm em suas casas água de qualidade. Veja como você pode colaborar para transformar essa realidade (Foto: Mapodile/iStock)
Bilhões de pessoas ainda convivem com esgoto a céu aberto e não têm em suas casas água de qualidade. Veja como você pode colaborar para transformar essa realidade (Foto: Mapodile/iStock)

REPORTAGEM Gabriela Portilho

Você deve estar acompanhando notícias por aí sobre o marco do saneamento, que foi aprovado pelo Senado Federal no final de junho. A conversa iniciada no Congresso Nacional tenta buscar soluções para a situação preocupante que vivemos no país: quase metade da população (48%) não possui sequer coleta de esgoto. Além disso, 35 milhões de brasileiros ainda não têm acesso à água tratada, o que equivale a toda a população do Canadá.

É por isso mesmo que a nossa causa dessa semana merece atenção. Saneamento básico é um conjunto de serviços essenciais para que todos tenham acesso a saúde e qualidade de vida. Não existe definição única e universal para esses serviços: eles variam conforme a situação de cada país. No Brasil a Lei de Saneamento torna obrigatórios o tratamento de água e esgoto, a coleta de lixo e a drenagem das águas de chuva.

A maioria das cidades de países desenvolvidos prioriza o saneamento básico porque ele está diretamente ligado à saúde, evitando doenças como as parasitoses, diarreias, febre tifoide e leptospirose. Municípios que não cuidam dos seus esgotos têm as maiores taxas de hospitalização por diarreia, a segunda maior causa de morte de crianças em todo o mundo, matando mais que doenças como AIDS, tuberculose e sarampo juntas.

E não são só as crianças que sofrem com os problemas causados pela ingestão de água não tratada e exposição ao esgoto: em 2013, por exemplo, o Brasil teve mais de 14 milhões de casos de afastamento do trabalho por diarreia ou vômito, impactando a renda desses trabalhadores e a economia como um todo. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que, para cada R$ 1 aplicado em saneamento básico, R$ 9 são economizados na medicina curativa.

A falta de saneamento também causa danos ao meio ambiente, pois pode significar a poluição e morte de rios, a contaminação do solo e até mesmo surtos de doenças, insetos ou pragas capazes de afetar um ecossistema inteiro, matando várias espécies e desregulando o equilíbrio entre suas populações. O turismo também é afetado: em uma região com áreas contaminadas ou com praia imprópria para banho, a circulação de pessoas diminui.

Por tudo isso, em vez de despesa, a verba destinada ao saneamento básico deve ser entendida como investimento. Mesmo assim, no mundo todo, 4,5 bilhões de pessoas - 6 em cada 10 seres humanos! - não têm instalações sanitárias seguras. Para elas, um banheiro e uma cozinha decentes são um sonho. E mais de 2,1 bilhões - 3 em cada 10 habitantes do planeta - não possuem acesso a água potável, precisando sair de casa todos os dias em busca desse item primordial para beber, cozinhar e cuidar da higiene.

Em 2016, a ONU reconheceu o acesso à água e ao saneamento como um direito humano fundamental, o que implica uma responsabilidade ainda maior de cada país para pôr isso em prática. No Brasil, por lei, toda cidade deve ter um plano de saneamento. Mas quase metade da população (48%) não possui sequer coleta de esgoto.

 

Como você pode ajudar?
Formar um grupo de voluntários para discutir as condições do seu bairro, organizar reuniões de estudo para entender a situação e definir ações junto à prefeitura são ações possíveis. Também vale pesquisar instituições que defendem a ampliação do saneamento e colaborar com elas. Conheça algumas: 

Instituto Trata Brasil
Tem por objetivo mobilizar diversos segmentos da sociedade para garantir a universalização do saneamento no país. Saiba mais e colabore.

Fundação Amazonas Sustentável (FAS)
A missão da FAS é promover o envolvimento sustentável, a conservação ambiental e a melhoria da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas do estado do Amazonas. Conheça o trabalho e entenda como ajudar.

SOS Mata Atlântica
Atua na conservação da Mata Atlântica, incluindo seus rios e praias, por meio do monitoramento do bioma e da mobilização de recursos para promover políticas públicas. Veja mais e colabore.

Water.org
Trabalha para levar água e saneamento para diversos países do mundo. No Brasil, foi responsável por uma das parcerias de microfinanciamentos para projetos de construção de banheiros e fossas em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Conheça os projetos e doe já.

Juntos pela Água
Criado durante a crise hídrica de 2014, o projeto gera e divulga informação para estimular e enriquecer o debate sobre o futuro do saneamento no país. Para saber mais, clique aqui.

 

Você também pode ficar de olho no Novo Marco do Saneamento, que seguiu para sanção presidencial.




Destaques Outros
destaques